Diferença entre Renda Fixa e Renda Variável

0 39

Saiba a diferença entre renda fixa e renda variável, o que são esses investimentos, vantagens, desvantagens e como se beneficiar de ambos.

É desafiador a novos investidores escolher entre tantas opções de renda fixa e renda variável.

A seguir, faremos uma análise do que é cada uma delas, suas principais diferenças, vantagens, desvantagens e como se beneficiar de ambas.

O que é a Renda Fixa

São investimentos financeiros onde se conhece o prazo, a forma de remuneração e a taxa de rentabilização no momento da aplicação.

Em outras palavras, os rendimentos são de certa forma previsíveis, pois possuem uma taxa pré acordada ou uma fórmula de cálculo conhecida.

Por isso, ela é um dos investimentos mais procurados por pessoas que buscam estabilidade e segurança.

Existem várias aplicações em renda fixa, segmentadas por seus riscos, rentabilidades e prazos. Sua emissão é feita tanto por instituições públicas quanto privadas.

Abaixo temos algumas das mais conhecidas:

Modalidades da renda fixa

Os títulos são divididos em duas modalidades, os prefixados e os pós-fixados. Fique atento ao aplicar, pois a rentabilidade está diretamente ligada a isso.

Títulos Prefixados

Nessa modalidade, os títulos possuem uma taxa fixa acordada no momento da compra.

Portanto, independente do que aconteça no cenário econômico, seja uma alta da Selic ou queda da mesma, sua rentabilidade permanecerá inalterada.

Existe então, um risco de que a taxa se torne menos atrativa caso os juros básicos subam muito e, ainda, temos que considerar o impacto da inflação.

Títulos Pós-Fixados

Para essa modalidade, as taxas são atreladas a algum indexador econômico, sendo os mais comuns o CDI e a taxa Selic.

Como esse indicadores variam com o ambiente macroeconômico, os rendimentos oscilam juntamente.

Portanto, você consegue calcular e projetar o quanto renderá as aplicações até o vencimento, mas não o valor exato até lá.

Apesar disso, os pós-fixados são os mais procurados no mercado financeiro de renda fixa.

Títulos Híbridos

São compostos de uma porção prefixada e outra pós-fixada, por exemplo, CDB com taxa de 5% aa mais IPCA.

Esses papeis tem uma grande vantagem que é preservação do poder de compra frente a inflação.

Vantagens

  • Rentabilidade: o retorno das aplicações de renda fixa é estável e recorrente, que é ideal para quem tem o objetivo de formação de patrimônio ou deseja viver de renda.
  • Segurança: boa parte dos investimentos de renda fixa possuem a garantia do FGC (Fundo Garantidor de Crédito) para valores de até R$ 250 mil por CPF e instituição financeira.
  • Facilidade: aplicar em renda fixa é muito simples, pois as negociações podem ser feitas pela Internet através de aplicativos ou home banking.
  • Acessibilidade: os investimentos de renda fixa são acessíveis a todos os investidores. Para começar a investir, os aportes iniciais custam a partir de R$ 30,00.
  • Diversificação: as aplicações captam recursos para os mais variados fins, podendo o investidor ter vários CDBs, títulos do Tesouro etc.
  • Liquidez diária: há títulos de renda fixa que possuem liquidez diária, por exemplo, o Tesouro Direto, alguns CDBs e LCI/LCAs. Tornando-os excelentes opções para reservas de emergência e para quem vive de renda.
  • Isenção: algumas aplicações de renda fixa contam com a isenção de impostos, como é o caso da LCI e LCA.

Desvantagens

  • Carência: alguns investimentos de renda fixa possuem prazo de carência, em que você não pode solicitar o resgate antecipado. Assim, caso você precise do valor, terá que pagar multas e perderá parte dos rendimentos.
  • Taxas: investir em renda fixa possui taxas e tributos, por exemplo, no Tesouro Direto há o IR o IOF e a taxa de custódia que incidem sobre os rendimentos. Para os Fundos de Investimentos, há também a taxa de administração.

O que é a Renda Variável

São ativos financeiros onde não há previsibilidade da rentabilidade. Ou seja, você não tem certeza nem do quanto nem si irá render algo.

Ela é ótima para o longo prazo justamente por não ter vencimento. E, apesar do risco mais alto, seus retornos podem ser igualmente altos.

É um mercado para investidores mais maduros, que já possuem mais experiência e controle emocional.

Dentre as possibilidades em renda variável, temos:

Vantagens

  • Rentabilidade: o retorno dos investimentos pode ser exponencial.
  • Facilidade: as operações podem ser feitas via Internet pelos Home Brokers, ou por aplicativos no celular.
  • Acessibilidade: existem ações, por exemplo, com valor abaixo de R$ 10.
  • Diversificação: há uma infinidade de ações de empresas de setores completamente diferentes.
  • Liquidez: o mercado é bastante dinâmico, muitos papeis possuem liquidez alta.
  • Isenção: algumas aplicações de renda fixa contam com a isenção de impostos, como é o caso da LCI e LCA.

Desvantagens

  • Segurança: o risco no mercado de renda variável vai de alto para muito alto.
  • Rentabilidade: seus investimentos podem não lucrar ou até mesmo dar prejuizo.
  • Taxas: as corretagens aplicadas podem ser um fator limitador.

Diferenças entre renda variável e fixa

Renda VariávelRenda Fixa
RetornoImprevisívelPrevisível
RiscoAlto / Muito AltoBaixo
RentabilidadeMaior potencialMenor Potencial
Conhecimento Alto Baixo / Moderado
DiversificaçãoAltaAlta
Perfil InvestidorModerado / AgressivoTodos
FGCNãoEm alguns casos
ComplexidadeAltaBaixa / Média
Índice ComparaçãoIbovespaCDI
Diferenças entre renda variável e fixa

Agora que você entende melhor esse dois grupos de investimentos, saiba se qual deles é o ideal para você.

Leia nosso artigo sobre Perfil do Investidor e descubra qual o seu.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.