Renda Ativa e Passiva, entenda a diferença

0 315

É comum encontrarmos pessoas falando sobre a tal da renda ativa e renda passiva. Mas você sabe o que é cada uma delas e suas diferenças?

De acordo com a economia clássica, renda é a remuneração dos fatores de produção, tais como: salários, aluguéis, juros e lucros.

Entretanto, há muito mais do que a definição nos diz. E, nesse artigo iremos detalhar melhor esses dois conceitos e como eles são importantes na sua educação financeira.

O que é uma Renda Ativa?

Toda a renda que é necessário um trabalho e/ou esforço para que ela ocorra é considerada uma renda ativa.

O exemplo mais claro no nosso dia a dia é trabalhar “vendendo” tempo em troca de um salário.

Além do salário temos: pró-labore, comissões, honorários, bônus, férias dentre outros direitos trabalhistas.

O grande ponto em relação à ela é que a mesma cessa se deixarmos de exercer o esforço. Portanto é limitada pelo nosso tempo e empenho.

O que é uma Renda Passiva?

A renda passiva é aquela onde se emprego pouco ou nenhum tempo para que ela ocorra.

Os rendimentos de investimentos em aplicações financeiras são um bom exemplo de renda passiva.

Ela é importante na formação de patrimônio e no planejamento de longo prazo para aposentadoria.

O perigo de se viver somente de renda ativa

O tempo é escasso e, como nossa renda ativa depende dele, é arriscado depender somente dela para seu sustento.

Ao longo da vida nós trabalhamos e geramos renda, mas a cada ano que passa nossa “força” vai diminuindo. Por isso é necessário planejar a aposentadoria.

Se aos 70 anos o montante de seu patrimônio que gera renda passiva não for o suficiente para cobrir seus gastos mensais, será necessário continuar mantendo uma renda ativa.

Porém, dificilmente, você conseguirá manter o mesmo ritmo que tinha aos 30/40 anos.

Portanto, como meio de obter uma segurança no futuro, a criação e gestão de sua renda passiva é essencial.

Exemplos de Renda Passiva

Existem muitas formas de renda passiva. As mais conhecidas são:

Lucro

Ao abrir uma empresa, empenhar um grande esforço de tempo e dinheiro, o empresário espera ter um retorno sobre esse investimento.

São os lucros auferidos que remuneram o empresário, além, é claro, do crescimento da empresa.

Aluguéis

Outra maneira de geração de renda passiva são os aluguéis.

O estabelecimento de um patrimônio em imóveis comerciais/residenciais é uma alternativa muito comum entre os brasileiros.

Dividendos

Aqueles que não querem e/ou gostam de abrir e gerenciar empresas, têm como opção o mercado de ações.

Ao comprar ações, o seu detentor passa a ser sócio da empresa e tem direito aos lucros da mesma forma.

Essa renda poderá vir como dividendos e/ou juros sobre capital próprio (JCP).

Direitos autorais e patentes

Ao escrever uma obra literária, escrever uma peça ou compor um música, o autor tem direitos sobre sua criação.

Os rendimentos pelos direitos autorais de suas obras são uma renda passiva.

Da mesma forma, inventores, cientistas e pesquisadores podem ser beneficiados pelas criações e/ou descobertas, recebendo royalties por elas.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More