IPO e Follow On: Saiba o Que São

0 52

Entenda o que são esses termos comumente utilizados no mercado de ações

O que é IPO?

De uma forma direta, o IPO (Initial Public Offer) ocorre quando uma organização lança suas ações na bolsa de valores pela primeira vez.

Dessa forma, antes do IPO ela era uma empresa de capital fechado, limitada e com poucos sócios.

Depois disso, passa a ser uma companhia de capital aberto, uma Sociedade Anônima, com muitos acionistas.

Para abrir o capital, a empresa precisa fazer um registro de companhia de capital na CVM (Comissão de Valores Mobiliários).

Além disso, é necessário ter uma autorização para vender as ações e outra para ser listada na bolsa.

A companhia precisa também elaborar um documento com informações detalhadas sobre a empresa, o mercado em que atua, as perspectivas para o negócio e sobre a própria oferta.

Esse documento é chamado de prospecto da oferta e vai servir para que os investidores interessados avaliem se vale a pena comprar as ações daquela companhia.

Depois disso, a companhia faz sua oferta pública por um período de tempo, no qual os investidores interessados podem reservar as ações da empresa que querem comprar.

Terminado o prazo, ocorre o chamado booking, ou seja, a empresa levanta os pedidos de reserva.

E é nesse momento que os investidores demonstram interesse em adquirir ações dessa empresa.

O que é Follow-On?

O Follow-On também é uma oferta pública.

Assim como o IPO, mas ele ocorre quando a empresa já tem capital aberto e quer fazer uma nova rodada de captação de recursos ou quando um dos sócios decide vender sua participação, total ou parcialmente.

Dessa forma, o Follow-On é primário ou secundário ou ambos.

Aqui vale uma observação especial: se for uma oferta primária, isso significa que a companhia está fazendo um aumento de capital.

Logo, quem já tem ações daquela empresa vai ter a sua participação diluída, isto é, uma ação vai passar a representar uma fração menor da companhia.

Para evitar que isso aconteça, as empresas em geral oferecem a quem já é seu acionista direito de preferência na compra das novas ações na oferta pública.

Assim, quem exerce seu direito de preferência fica com um montante de ações que lhe assegura manter a mesma participação que tinha da empresa antes do Follow-On.

Vale destacar que o Follow-On nem sempre é uma oferta pública, ou seja, nem sempre é aberto a todo o mercado.

follow on
IPO e Follow On são operações muito importantes no mercado de ações

Conclusão

Em resumo, quando uma empresa faz sua primeira oferta pública de ações, essa operação recebe o nome de IPO.

Mas se ela já tem o capital aberto e já realizou IPO, as novas ofertas são denominadas subsequentes (follow-on).

 A oferta pública de ações oferece às empresas inúmeras vantagens, tais como:

  • Proporcionar maior liquidez;
  • Permitir investimentos para financiamento de projetos ou outras necessidades.

Gostou do post de hoje?

Antes de tudo, deixe o seu comentário e compartilhe com seus amigos!

Acompanhe o rendimento do IFIX pelo nosso site clicando nesse link.

Por fim, aproveite para seguir as nossas redes sociais e clique nesse link para acompanhar as novidades do Mentor Financeiro!

Não deixe de participar do nosso grupo do Telegram!

Um abraço e até a próxima!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.