Janeiro tem volume histórico de saques da poupança

0

Segundo dados do Banco Central, janeiro de 2019 foi o 2º janeiro com maior volume de saques desde o início da série histórica (1995).

Todo início de ano é marcado por diversos custos extras, como IPTU e IPVA, que acabam justificando a necessidade de realizar saques dos valores investidos em cadernetas de poupança.

Apesar dessa retirada histórica, o volume investido em poupança nos últimos dois anos aumentou, ante à redução registrada nos anos de 2015 e 2016.

Parte desse fenômeno é explicada pela retomada do crescimento econômico do país e, também, por ser um hábito do brasileiro buscar a caderneta de poupança para investir o seu dinheiro, mesmo tendo uma rentabilidade menor, se comparada com outras opções de investimento e, até mesmo, com a própria rentabilidade da poupança, que reduziu nos últimos anos junto com a diminuição da taxa básica de juros – Selic.

Essa variação positiva no volume investido nos últimos dois anos não representa uma mudança no hábito do brasileiro em relação a poupar e a investir dinheiro. Dados do Banco Mundial mostram que o percentual de brasileiros que guardam e investem dinheiro está muito atrás do percentual registrado nos países ricos, onde existe esse hábito.

E você, leitor? Poupa dinheiro regularmente? Investe em poupança? Qual é o seu hábito?

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.