O que são BDRs. Saiba se você pode investir.

2 72

Nesse post nós falaremos sobre o que são BDRs, Brazilian Depositary Receipts, e quem pode investir, pois essa opção de investimento era oferecida apenas para poucos investidores, e isso mudou.

Para quem não sabe ou não quer investir diretamente no exterior, existem algumas opções de investir no Brasil nas empresas listadas nas bolsas de valores estrangeiras.

Uma dessas opções é investir nos Brazilian Depositary Receipts, ou BDRs.

Os BDRs são certificados que representam ações emitidas por empresas em outros países, mas que são negociados aqui no Brasil, na B3.

Siga O Mentor Financeiro no Instagram e no YouTube

É como se fossem valores mobiliários lastreados em papéis de companhias listadas no exterior.

Além disso, a partir do dia 1 de setembro de 2020, os investidores poderão investir em BDRs de empresas brasileiras que optaram por abrir capital fora do país, como a XP Investimentos e PagSeguro, por exemplo.

Ao adquirir um BDR, o investidor não está comprando as ações dessas empresas diretamente.

Aliás, quem está interessado em fazer essa compra diretamente e não sabe como realizar, nós contamos aqui nesse post Como comprar ações das empresas dos EUA com pouco dinheiro.

Portanto, ao investir em BDRs, você estará investindo em títulos representativos desses papéis.

Ou seja, as ações existem no exterior, mas ficam depositadas e bloqueadas em uma instituição financeira que fará a sua guarda, atuando como custodiante.

Após seguir alguns trâmites burocráticos e atender a alguns critérios, os recibos dos valores mobiliários poderão ser negociados aqui no Brasil, na B3.

Algumas empresas que se pode investir através de BDRs são Apple, Netflix, Facebook, entre outras.

BDRs de gigantes da tecnologia
BDRs de gigantes da tecnologia

Quem pode investir em BDRs

Até agosto de 2020, apenas investidores qualificados, aqueles que têm mais de R$ 1 milhão em investimentos ou determinadas certificações, podiam investir em BDRs.

No entanto, a partir de setembro de 2020, essa barreira deixará de existir.

Diante disso, qualquer investidor poderá negociar BDRs.

Além do mais, a CVM previu a emissão de BDRs lastreados em cotas de ETFs admitidas à negociação no exterior.

Com isso os investimentos em empresas do exterior ficam mais democratizados para nós, investidores brasileiros.

Isso é uma notícia muito boa, mas, junto com o benefício de poder investir nas maiores empresas do mundo com maior facilidade, também existem algumas questões que devemos observar.

Uma delas é a baixa liquidez das BDRs. Hoje há cerca de 5 mil investidores em BDRs, o que pode ser considerado um número pequeno.

Esse número deve aumentar com essa abertura do mercado para novos investidores.

Além disso, há imposto de renda de 15% sobre as operações com ganho de capital independentemente do valor da venda, ou seja, não há isenção para vendas abaixo de R$ 20 mil.

Entre outras coisas que devemos estudar antes de decidirmos por iniciar algum investimento.

Gostou dessa novidade?

Deixe seu comentário e compartilhe com os amigos!

Aproveite e siga as nossas redes sociais ==>> O Mentor Financeiro

2 Comentários
  1. Camila Diz

    Interessante! Naõ sabia q essa restrição havia mudado.
    Muito bom saber.

    1. Fábio Diniz Diz

      Tudo bem, Camila? Então, essa mudança é recente. E é bom ficar de olho, pois podem surgir boas oportunidades de investimentos.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.