Restituição IRPF 2019

0

Apesar de se tratar de um imposto, em alguns casos, os contribuintes tem valores a serem restituídos pela União.

Um exemplo desse caso, é quando o contribuinte tem seu imposto retido na fonte. O valor retido mensalmente não leva em conta possíveis deduções de gastos com dependentes, saúde, educação etc. Podendo o valor pago ser maior do que o real devido ao fisco.

Porém, para que sejam feitas as deduções cabíveis, a Receita Federal exige a comprovação das despesas. Portanto, é muito importante que se guarde todos os comprovantes de gastos passíveis de abatimento no IRPF.

Outro informação importante, é que as declarações entregues antes tem preferência na fila de restituição.

Quem tem direito a restituição do imposto

A conta é simples, se o contribuinte pagou mais imposto do que o real devido ao fazer a declaração, ele tem direito a restituição.

Mas, nem todos os gastos são passíveis de abatimento e, os que são, tem um limite por contribuinte e dependentes. Por isso, é preciso preencher a declaração com todas as informações corretas.

Forma de pagamento

Ao preencher a declaração de imposto de renda 2019, há um espaço dedicado aos dados bancários.

A Receita informará ao longo do ano, as datas dos lotes de restituição. E, automaticamente, ela enviará para esse conta dos contribuintes a restituição devida.

Para consultar restituições (inclusive de anos anteriores) acesse esse link, preencha o CPF, o ano-base e a data de nascimento.

Para mais informações, consulte nossos outros artigos relacionados ao IRPF 2019.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.