Saiba escolher entre LCA, LCI ou CDB

0 64

LCA, LCI e CDB são títulos emitidos por instituições financeiras e estão disponíveis para investimento em diversas delas.

A LCA é a Letra de Crédito do Agronegócio e possui como lastro (garantia) os direitos creditórios que são originados no agronegócio, ou seja, os financiamentos concedidos pelos bancos ao setor do agronegócio.

LCI significa Letra de Crédito Imobiliário. São títulos de crédito lastrados por créditos imobiliários, garantidos por hipoteca ou por alienação fiduciária da coisa imóvel.

Já o CDB, ou Certificado de Depósito Bancário, é um título de investimento que não tem necessidade de um lastro para ser emitido.

Como saber em qual investir?

Vários fatores são importantes na hora de escolher em qual desses produtos devemos investir o nosso dinheiro.

A segurança é um dos fatores mais importantes.

Mas para o investidor, neste caso, a origem não faz tanta diferença.

Os três produtos contam com a proteção do FGC (Fundo Garantidor de Créditos) para investimentos de até R$ 250 mil por pessoa na mesma instituição.

Na prática, CDBs, LCIs e LCAs são aplicações de renda fixa bastante similares em termos de risco.

Outro fator importante é a liquidez.

O investidor deve saber em quanto tempo ele quer sacar o dinheiro que está investindo.

Podemos encontrar alguns desses títulos com liquidez diária, que permite saque a qualquer momento.

E podemos encontrar títulos com prazos variados para saque.

A tendência é a de que os produtos que ofereçam maiores rentabilidades também tenham maiores prazos para saque.

qual título rende mais entre a LCA a LCI e o CDB?
LCA, LCI ou CDB: qual rende mais?

Além da necessidade para saque do valor para o investidor, o prazo para resgate é muito importante.

Enquanto a LCA e a LCI são isentas de imposto de renda (IR), sobre o rendimento do CDB incide IR com alíquotas regressivas de acordo com o tempo.

  • 22,5% sobre o rendimento para resgates feitos até 180 dias após o investimento;
  • 20% para resgates entre 181 e 360 dias;
  • 17,5% para resgates entre 361 e 720 dias;
  • 15% para resgates depois de 720 dias.

Diante dessas informações podemos fazer um cálculo e definir qual título é mais interessante.

Para isso utilizaremos a rentabilidade e o prazo de resgate.

Escolhendo o melhor título

A ideia de que a LCA e a LCI rendem mais do que o CDB, por este ser descontado do IR, pode estar equivocada.

Há casos em que, mesmo incidindo IR, o CDB rende mais.

Supomos que há a disponibilidade de investimento em dois títulos diferentes:

  • CDB rendendo 110% do CDI;
  • LCA rendendo 90% do CDI.

Além disso, o dinheiro ficará investido por um prazo de 300 dias, prazo em que o IR a incidir sobre o rendimento do CDB será de 20%.

Com isso, na hora do resgate, receberemos 80% de rendimento líquido no CDB.

A taxa equivalente à da LCA é calculada da seguinte forma:

  • Rendimento do título x (1 – alíquota do IR aplicada).

A taxa equivalente para o CDB nessas condições será de 88% do CDI.

Neste caso, a LCA entregaria um rendimento maior, pois sua rentabilidade é de 90% do CDI.

Olhando agora para um novo cenário, onde o valor ficaria investido por mais de dois anos, quando a alíquota de IR que incidiria sobre o rendimento do CDB seria de 15%.

Neste caso, o CDB renderia 85% dos 110% do CDI, equivalendo a 93,5% do CDI.

Ou seja, para um prazo maior que dois anos, um CDB que oferece rentabilidade de 110% do CDI irá proporcionar um retorno maior do que uma LCA que oferece 90% do CDI de rentabilidade.

Isso deixa claro que a rentabilidade do título não deve ser olhada de forma isolada na hora de escolher a melhor opção.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.