ETF: O que é e como investir

2 23

Neste post iremos dizer o que é um ETF e como investir nele

O que é ETF?

Exchange Traded Funds, ou fundos de índices, também conhecidos como ETFs, são fundos de investimento negociados na Bolsa de Valores como se fosse uma ação.

São chamados de fundos de índices, pois a maioria dos ETFs acompanha um índice, como um índice de ações ou índice de títulos.

Ou seja, o ETF é um fundo de administração passiva que tenta compor seu portfólio de forma a acompanhar o rendimento de um determinado índice.

No Brasil, o ETF mais negociado é o BOVA11, que é um ETF que replica o Ibovespa, ou seja, esse fundo é administrado pelos seus gestores de forma a ser composto pelas ações que participam do Ibovespa fazendo com que o ETF tenha o mesmo rendimento, ou muito próximo, do rendimento do índice.

Para quê investir em ETF

Os ETFs são um excelente instrumento para se investir por diversos motivos.

Dentre esses motivos, podemos citar a diversificação, a liquidez, a acessibilidade, etc.

No caso da diversificação, com o ETF, estamos investindo em diversas empresas de diversos setores ao mesmo tempo.

No exemplo do BOVA11, estaríamos expostos às ações de todas as empresas que compõem o Ibovespa sem precisarmos comprar ações de cada uma dessas empresas.

Os maiores ETFs têm altíssima liquidez, pois são negociados na bolsa de valores todos os dias e com um bom volume de negociações.

Além da acessibilidade, já que podemos negociar ETFs no Home Broker sem sair de casa.

Outro motivo que contribui para investirmos em ETFs é o custo relativamente baixo.

Quanto custaria para termos ações de todas as empresas que compõem o Ibovespa? Provavelmente um valor razoavelmente alto.

Para se ter uma ideia, uma cota do BOVA11 custa em torno de R$ 96 no dia de hoje, mais barata do que muita ação que faz parte do Ibovespa.

Diante disso o ETF se mostra um excelente instrumento de investimento.

Em qual ETF investir

No Brasil existem vários ETFs e a escolha sempre deve caber ao investidor.

Podemos citar, além do BOVA11 já falado acima, o IVVB11, que replica o S&P 500, que além de investir nas maiores empresas dos EUA, também expõe o seu investimento ao dólar.

gráfico de cotação no ano de 2020 do ETF IVVB11
Cotação do ETF IVVB11 listado na B3

Podemos ver pelo gráfico que esse ETF tem uma grande valorização no ano, apesar da crise, pois além da disparada do dólar nesse ano, o índice S&P 500 já voltou para patamares próximos de antes da crise.

Esse ETF saiu de aproximadamente R$ 140 reais para um valor acima de R$ 180 reais. Um rendimento acima de 28%.

Temos o SMALL11, ETF de índice de Small Caps.

O DIVO11 que é um ETF que reúne as empresas melhores pagadoras de dividendos da bolsa. E muitos outros!

Para quem investe nos EUA, existe uma infinidade de ETFs lá, e uma coisa interessante que os diferenciam dos ETFs negociados no Brasil é que os ETFs de lá distribuem dividendos.

Podemos citar alguns como o VOO, que acompanha o S&P 500, o NOBL, que é composto pelas empresas aristocratas de dividendos, o VNQ que investe nos principais REITs americanos, entre muitos outros.

Esses três ETFs citados distribuem dividendos trimestralmente.

E quem não quer ter uma renda em dólar?

Caso você ainda não invista nos EUA e queira saber como fazer, explicamos detalhadamente aqui como investir nos EUA.

Concluindo, com os ETFs abrimos um leque de oportunidades de investimentos que, talvez, não conseguiríamos realizar diretamente, tanto no Brasil quanto no exterior.

Gostou do conteúdo? Comente e compartilhe com os amigos!

Até a próxima!

2 Comentários
  1. Gilvan Costa Diz

    Olá, quero entender, apreender como funciona! Como compro isso?

    1. Fábio Diniz Diz

      Olá, Gilvan. Como vai?

      Os ETFs são negociados em bolsa tais como ações e FIIs, portanto, podem ser adquiridos através de corretora de valores.

      Até mais.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.