Como investir em ações na bolsa de valores

0

A bolsa de valores é o mercado organizado onde se negociam ações de sociedades de capital aberto (públicas ou privadas) e outros valores mobiliários, tais como opções e outros produtos financeiros.

No Brasil, a B3 (Brasil Bolsa Balcão, antiga BM&F Bovespa) é o principal mercado de negociação de ações de empresas de capital aberto. Fundada em 1890, sua sede localiza-se no centro da cidade de São Paulo.

As ações, também chamadas simplesmente de “papéis”, são as parcelas que compõem o capital social de uma empresa, ou seja, são as unidades de títulos emitidas por sociedades anônimas. Quando as ações são emitidas por companhias abertas ou assemelhadas, são negociadas em bolsa de valores ou no mercado de balcão.

Custos Operacionais

Não existe um valor mínimo fixado para se investir na bolsa de valores. As ações de diferentes empresas possuem preços também variados. Ou seja, se você deseja comprar uma ação de uma empresa que custa R$ 10,00, seria preciso somente R$ 10,00, na teoria.

Na prática existem outros custos somados ao valor da compra ou da venda das ações, como a corretagem, cobrada pela sua corretora e os emolumentos e taxa de liquidação, cobrados pela bolsa de valores, além do ISS (Imposto Sobre Serviços) cobrado pela cidade de São Paulo e que é arcado por nós.

O valor da corretagem é variado de acordo com a corretora. A maioria das corretoras cobra valores entre R$ 10,00 e R$ 1,99 por ordem, seja de compra ou venda, além de um pequeno percentual sobre o volume financeiro da ordem. E há também corretoras que não cobram valor algum por esse serviço.

Enquanto que o emolumento e a liquidação cobrados pela bolsa de valores somam um pequeno valor percentual sobre o valor total negociado. Já o valor do ISS é um pequeno percentual calculado sobre o valor cobrado de corretagem pela corretora.

Algumas corretoras também cobram um valor para custodiar as nossas ações, ou seja, guardar as nossas ações. Esse custo é mais um que é cobrado em valores diversos, dependendo da corretora. Tem corretora que cobra R$ 15,80 por mês de custódia, enquanto outras não cobram nada por esse serviço.

Podemos perceber que a relação de custos é muito variada, podendo ser cobrados valores de corretagem e custódia ou até nenhum desses valores. Isso irá depender da corretora escolhida para negociar as suas ações.

Nós daremos aqui, dicas de como investir diretamente em ações, porém existem diversas formas de fazer isso, seja por meio de fundos, por meio de clubes de investimentos, etc.

Investir em ações é mais fácil do que você imagina

Primeiro passo: Abrir uma conta em uma corretora ou um banco

A primeira coisa a fazer é abrir uma conta em uma corretora ou em um banco que ofereça o serviço de negociação em bolsa de valores. Caso você opte por abrir a conta em uma corretora, mesmo assim deverá ter uma conta em um banco, pois após abrir a conta em uma corretora, você terá que enviar o dinheiro que quer investir para ela, e a forma de enviar esse dinheiro é transferência eletrônica via banco.

Hoje existem diversas corretoras ou bancos onde podemos fazer os nossos negócios na bolsa de valores. Entre elas, podemos citar a XP Investimentos, Clear, Itaú Corretora, Rico, Banco Inter, etc.

Pesquise a melhor corretora de acordo com os seus objetivos e abra uma conta nela. Nessa sua pesquisa, alguns dos itens que devem ser levados em conta são a experiência do investidor, a segurança e os custos mensais.

Segundo passo: Transferir o dinheiro da sua conta bancária para a sua conta na corretora

Com uma simples transferência eletrônica a partir da sua conta bancária, seja TED ou DOC, o dinheiro será enviado para a sua conta na corretora. Assim que você tiver se cadastrado na corretora, terá acesso aos dados bancários da sua conta na corretora. Basta fazer a transferência para a corretora observando esses dados.

Terceiro passo: Comece a investir

Agora chega a parte mais legal. Com o dinheiro na conta da sua corretora, podemos iniciar as negociações de ações.

Para fazer isso, acessamos o Home Broker da nossa corretora que é o sistema oferecido por ela utilizado por nós como instrumento para negociação no mercado de capitais via internet, onde nós enviaremos nossas ordens de compra e venda de ações através do site da corretora ou aplicativo dela no celular.

Uma dica importante: Estude antes de começar a operar

Investir em ações tem alguns riscos. Esses riscos são minimizados quando estudamos bastante a respeito e ganhamos experiência com a prática nas operações. Busque sempre conhecimento a respeito do assunto e perceberá que investir em ações não é um “bicho de sete cabeças”.

Esperamos tê-los em breve como novos investidores nesse fantástico mercado de ações!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.